Criar um Site Grátis Fantástico

Ritual de auto-iniciação ( II )

Ritual de auto-iniciação ( II )

Domindo-06-07-2014/14:46

Olá almas Continuação.

O ritual de auto-iniciação deve ser feito em absoluta solidão. Escolha uma Lua Cheia, vá para um lugar próximo a natureza. No dia do Ritual fique em contato com a natureza, fique distante de tudo que se relaciona com a vida material, como televisão, rádio, jornais, revistas ou problemas do seu dia a dia. Afaste-se de tudo e peça para não ser incomodada (o) por nada. Limpe o local que se realizará o Ritual mentalizando que todas as energias indesejáveis estão saindo com a sujeira. Tome um banho antes do Ritual mentalizando que todas as energias impuras estão saindo do seu corpo junto com a água. Você deverá estar nu durante o Ritual, por isso procure um local onde ninguém possa te ver. O ideal é ser feito ao ar livre, mas se isso não for possível faça em um local fechado onde ninguém te incomode.

 

Você vai precisar de:

 

Uma vela preta representando o feminino, uma vela branca representando o masculino, uma vela preta para o norte, uma vela branca para o leste, uma vermelha para o sul e uma azul para o oeste.

 

Incenso, sal, água de fonte, rio ou água mineral.

 

Punhal e um cálice com vinho ou água mineral.

 

O Ritual deve ser feito sob a Lua. Não use qualquer tipo de acessório em seu corpo, como brincos, correntes, etc, e fique com os cabelos soltos. Coloque o cálice com o vinho (que pode ser substituído por água mineral), o punhal, o sal, a água e o incenso e acenda a vela preta a esquerda e a branca a direita no altar, que deve ficar ao norte.

 

Segure o punhal com as mãos e trace o circulo no sentido horário começando pelo norte dizendo:

 

Eu traço este circulo mágico para que me preteja de energias impuras. Dele nenhum mal sairá e dentro dele nenhum mal entrará.

 

De outra volta pelo circulo sempre no sentido horário acendendo as velas dos quadrantes.

 

Com o punhal, passe pelos quadrantes invocando os Elementais.

 

Passe pelo ponto norte, erga o punhal e diga:

 

Eu invoco os Guardiões das Torres de observação do Norte, os elementais da terra, para que estejam comigo neste Ritual.

 

No ponto leste diga:

 

Eu invoco os Guardiões das Torres de observação do Leste, os elementais do ar, para que estejam comigo neste Ritual.

 

No ponto sul diga:

 

Eu invoco os Guardiões das Torres de observação do Sul, os elementais do fogo, para que estejam comigo neste Ritual.

 

No ponto oeste diga:

 

Eu invoco os Guardiões das Torres de observação do Oeste, os elementais da água, para estejam comigo neste Ritual.

 

Volte ao ponto norte beije a lamina do punhal, deixe-o sobre o altar e diga:

 

Que os elementais sejam bem vindos.

 

Pegue o sal, jogue três punhados na água, de três voltas ao redor do circulo deixando cair algumas gotas.

 

Volte ao Norte e diga:

 

Assim como o sal purificou a água, que purifique também a minha vida.

 

Eu abro meu coração para as verdades e ensinamentos da Magia. Juro jamais usar meus conhecimentos para prejudicar qualquer ser vivo ou fazer apenas a minha vontade. Juro amar os meus irmãos e irmãs e nunca causar dor, humilhação ou me recusar a ensinar a alguém que queira fazer parte da Arte. Juro proteger o planeta e tudo que habita nele e procurar viver em harmonia com as energias do universo.

 

A partir de agora meu corpo é sagrado e tenho o direito de me defender de qualquer coisa que me faça mal. Ele merece respeito, pois é divino como a vida. Juro nunca fazer mal aos meus irmãos e jamais praticar magia destrutiva. Lutarei pela justiça e jamais ficarei ao lado daqueles que oprimem em busca de poder.

 

Que o amor, a justiça e a caridade sejam estabelecidos na Terra.

 

Pegue o vinho, derrame algumas gotas no chão e diga:

 

Assim como este vinho derramou, que o poder seja tirado de mim se eu não cumprir o meu juramento.

 

Molhe o dedo no vinho, trace um pentagrama no Terceiro Olho dizendo:

 

Que meus pensamentos sejam guiados apenas pela luz divina.

 

Desenhe um pentagrama nas pálpebras dizendo:

 

Que meus olhos vejam o poder divino em tudo que existe e tudo que me for permitido ver.

 

Desenhe um pentagrama em sua boca e diga:

 

Que todas as minhas palavras sejam para propagar o bem e o amor e que jamais escutem as minhas palavras se eu um dia fizer o mal.

 

Desenhe um pentagrama em seu coração dizendo:

 

Que eu seja sempre caridosa (o), justa (o) e que tenha muito amor em meu coração, para que eu ame a vida e o universo.

 

Desenhe um pentagrama na região sexual dizendo:

 

Que meu sexo seja abençoado para que eu tenha fertilidade em minha vida.

 

Desenhe um pentagrama nos pés dizendo:

 

Que meus passos sejam guiados pelo amor e pela felicidade e que jamais me desviem do meu caminho.

 

Beba o vinho deixando um pouco e diga:

 

“ De agora em diante meu nome mágico será...” Pelo poder do três vezes três, que assim seja e que assim se faça.

 

Derrame o vinho no chão.

 

De três voltas em sentido anti-horário agradecendo aos elementais e desfazendo o circulo:

 

No ponto norte, com o punhal nas mãos, diga:

 

Eu agradeço aos Guardiões das Torres de observação do Norte, os elementais da terra, por terem vindo e compartilhado comigo deste Ritual. Sigam em paz.

 

No ponto leste diga:

 

Eu agradeço aos Guardiões das Torres de observação do Leste, os elementais do ar, por terem compartilhado comigo deste Ritual. Sigam em paz.

 

No ponto sul diga:

 

Eu agradeço aos Guardiões das Torres de observação do Sul, os elementais do fogo, por terem compartilhado comigo deste Ritual. Sigam em paz.

 

No ponto oeste diga:

 

Eu agradeço aos Guardiões das Torres de observação do Oeste, os elementais da água, por terem compartilhado comigo deste Ritual. Sigam em paz.

 

Novamente no ponto norte diga:

 

Agradeço as energias que estiveram presentes durante este Ritual. Retornem agora ao local do qual vieram. Sigam em paz.

 

Ande em volta do circulo no sentido anti-horário dizendo:

 

Com o punhal eu te construí, com o punhal eu te desfaço, pela força mágica do punhal eu te abro. Que eu saia daqui livre das doenças e de energias indesejáveis. Eu envio este círculo mágico novamente ao centro do universo. Para que ele esteja lá até o momento que for necessário a sua proteção novamente. O circulo está aberto, mas não rompido. Que assim seja!]